Enem: com ocupação em escolas, 191 mil candidatos têm provas adiadas

enem-radar

Arte: Radar da Educação

Os candidatos que fariam provas nas escolas e universidades públicas ocupadas farão o exame nos dias 3 e 4 de dezembro

Radar da Educação com informações do Inep

Mais de 191,4 mil candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tiveram a prova adiada por causa das ocupações em escolas e universidades públicas. Para esses candidatos, a prova será aplicada nos dias 3 e 4 de dezembro. O Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta terça-feira (1º) que o Enem 2016 será realizado normalmente no próximo fim de semana (5 e 6 de novembro) para 97,78% dos 8,6 milhões de inscritos em todo o país. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou, em entrevista coletiva na tarde de hoje, que são 304 locais de aplicação de prova ocupados no país e divulgará a lista dessas escolas em seu site (portal.inep.gov.br), a partir das 18 horas.

Curta o Radar da Educação no Facebook

Siga o Radar da Educação no Twitter

 
Os inscritos que farão a prova em dezembro serão avisados pelo Inep por meio de SMS, e-mail e divulgação no site. Será possível, ainda, acessar o aplicativo Enem 2016 ou se informar pelo 0800 616161. Segundo o Inep, a mudança dos locais de prova na véspera da aplicação colocaria em risco a segurança do Enem. O local requer, ainda, estrutura mínima para receber a aplicação.

Nova data
A nova aplicação será em tempo hábil para a utilização dos resultados
no Sisu, Fies e Prouni. Do ponto de vista da prova, o Inep informou que os novos itens serão equivalentes, de modo a garantir a isonomia do Enem, e informou, ainda, que está preparando um plano logístico para a segurança da aplicação das provas no início de dezembro. Os novos locais de prova serão divulgados oportunamente.

Ocupações

As ocupações que ocorrem em escolas e universidades públicas do país têm como alvo principal contestar a Medida Provisória do Novo Ensino Médio, encaminhada em setembro ao Congresso. Além disso, os estudantes protestam contra o limite de gastos do governo imposto pela Proposta de Emenda a Constituição (PEC) 241/2016

Obrigado pelo seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s